Saúde

Confira a atualização do Boletim do Coronavírus, desta quinta-feira, 07


Publicado em: 07/01/2021 16:50 | Fonte/Agência: Ascom | Autor: Ascom

 

 

A atualização do boletim do Coronavírus (COVID-19) desta quinta-feira, 07, registra 19 casos confirmados em Matozinhos. São dez homens, incluindo uma criança, com idades entre 08 a 59 anos, todos com sintomas leves. Um paciente apresenta doença renal crônica e dois pacientes têm doença cardíaca crônica. Além deles, nove mulheres, com idades entre 19 a 91 anos, com sintomas leves da doença, uma delas, tem diabetes como comorbidade. Os pacientes em isolamento domiciliar serão monitorados pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde, conforme protocolo do Ministério da Saúde.

Os pacientes são moradores dos Bairros: Bom Jesus I (05), Bom Jesus II (02), Estação (02), Cruzeiro (02), São José (03), Centro (01), Floresta (01), São Cristóvão (01), Bairro da Graça (01), Bom Jardim (01).

Nesta quinta, também foi confirmado o óbito que estava em investigação, de um homem de 75 anos. Ele apresentava hipertensão arterial sistêmica, diabetes e cardiopatia como comorbidades. O paciente foi atendido na UPA 24h do município, no dia 04/01/2021. No dia seguinte, com sintomas mais graves da doença, foi transferido para o hospital São Francisco, em Belo Horizonte/MG, onde permaneceu internado e evoluiu para óbito nas primeiras horas do dia 06/01/2021.

O aumento do número de casos é preocupante, principalmente porque as pessoas relaxaram com as medidas de prevenção. A pandemia não acabou, por isso, fazemos o alerta para que EVITEM AGLOMERAÇÕES. Se continuarmos com esse crescimento do número de pessoas contaminadas, o sistema de saúde poderá ficar sobrecarregado e mais óbitos podem acontecer devido à COVID-19. É preciso esse comprometimento e responsabilização de todos para evitarmos um problema ainda maior.

Informamos que os exames de RTPCR coletados na rede pública do município são encaminhados para o Laboratório de referência estadual Fundação Ezequiel Dias (FUNED), para análise. Em função da alta demanda, não está sendo possível liberar os exames de COVID no prazo habitual e os resultados podem variar, de acordo com o número de amostras recebidas na FUNED.